12 de julho de 2009

Nova Casa

Olá amigos, desculpem o nosso sumiço!
E olha que não é por falta de ter o que escrever, pelo contrário, se pararmos para colocar no papel o que vivemos nestes três meses aqui em Piracanga, acreditem, daria um livro bem gordo.
Nossa ligação e envolvimento com Piracanga é cada vez mais forte. Temos conhecido melhor e admirado cada vez mais as pessoa que aqui vivem, cada um com uma história mais impressionante que a outra! Temos nos envolvido cada vez mais com o trabalho voluntário, desde a organização da programação interna, passando pela cozinha, agricultura, jardinagem, muitas reuniões belíssimas...
Mas o que é Piracanga? Deixe-me contar um pouco da sua história. Estamos do outro lado do Rio de Contas, que desce desde a Chapada Diamantina e separa Itacaré da Península de Maraú.
O local por muito tempo foi habitado por índios, diferentes tribos em diferentes épocas até uma passado nem tão distante. Na região próxima daqui também existem algumas comunidades quilombolas. Pra resumir, é um local ainda isolado e podemos dizer que ainda "sub-preservado". Hoje muitas fazendas de Côco e a presença de algumas famílias já descaracterizaram o que antes era só a selvagem e exuberante mata atlãntica. Estou falando aqui de Piracanga - região. Estamos morando numa Ecovila, de mesmo nome, inserida neste contexto. Aqui, onde antes era uma fazenda, já foi habitada por tribos que viviam da subsistência, pescavam, plantavam...
Há 5 anos atrás o casal Gabriel e Angelina, que viviam em Portugal, resolveram passar um tempo viajando, procurando um novo local para se fixarem. Eles tinham em Portugal um Centro de espiritualidade fazia muito anos mas com o tempo perceberam que muitas pessoas que iam ao Centro e participavam lá das vivências e atividades, depois que iam embora, perdiam o estado de espiríto alcançado. Pensaram então em criar em volta do Centro uma comunidade para que as pessoas pudessem viver aquilo de uma forma mais duradoura, de forma que não se perdesse no dia-a-dia o estado de espírito alcançado. Em Portugal eles tiveram muita dificuldade para conseguir tocar este projeto e então decidiram buscar outro lugar. Gabriel ha muito sentia e desejava que fosse na América do Sul, especialmente no Brasil por causa de viagens que já tinham feito pra cá. Passaram pela Costa Rica, famosa pela contrução de casas ecológicas, mas já com um demanda financeira alta. Vieram então para o Brasil, chegaram à Itacaré e até Piracanga foi um pulo. Na verdade não foi um pulo, apesar da Ecovila estar à 8 km de Itacaré, o acesso só se dava por mar ou pela praia atravessando o Rio de Contas. Eles chagaram de barco ao lugar e sentiram que era o lugar que eles tanto procuravam. Era uma fazenda que não tinha nada além da vegetação nativa e um velho que tomava conta da terra para não roubarem os côcos!
Inicialmente eles contruiram umas cabanas onde viveram por um ano com seus dois filhos. Mas antes de proseguir, me permitam falar de Angelina. Se a vissem, em seu corpo franzino e curvado, não imaginariam nela uma guerreira, capaz de trabalhar horas ininterruptas sem mesmo sentir fome. E falo também de trabalho braçal, além da educação de, acreditem, uma dezena de crianças! Mas o que lhe alimenta a alma é o trabalho espiritual. Ela interpreta sonhos, lê o nosso corpo energético e é uma grande Mãe para todos nós! E foi por isso que chegou à Piracanga. Ela "sentiu" que aqui seria o lugar para construir o mundo que sempre buscou, trabalhou e sonhou em construir. E é assim que também sentimos este lugar neste "pouco" tempo que estamos vivendo nesse paraíso.

Hoje funciona aqui um Centro de Desenvolvimento Humano onde acontecem cursos, vivências, retiros espirituais, cursos de permacultura e ecoconstrução e muitas outras coisas interessantes e ricas para nos ajudar na construção deste novo mundo que aqui buscamos.
Funciona também uma escola livre, onde as crianças são educadas de uma forma bem diferente da convecional. Não fazem provas, não têm deveres de casa, escolhem as atividades que querem fazer... Enfim é uma escola onde respeita-se a individualidade e valoriza-se os talentos e o potencial de cada um. E elas amam a escola e aprendem muito. Você lembra das fórmulas que tinha que decorar na escola? Esqueceu quase tudo certo? Aqui tudo o que se aprende leva-se para toda a vida pois há envolvimento total com as atividades. Não se pretende aqui tranformar as crianças em repetidores, ao contrário criadores!!! Não competidores, mas cooperadores!!!

A ecovila é onde compramos nosso terreno e há muitos desafios nessa parte pois aqui não temos apenas técnicas de permacultura, fonte de energia limpa (solar), princípios sustentáveis... trata-se de um lugar com relacionamentos humanos, e, neste sentido, temos muito o que melhorar, muitos "programas" para esquecer e paradigmas para quebrar. Acreditamos estar no caminho pois CONFIAMOS!!!

E ainda estamos engatinhando mas temos, como na escola livre, o ambiente ideal para crescermos e evoluirmos em prol deste novo mundo. Mundo de crianças cristais, de cooperação de anjos, de milagres!!!

Neste tempo em que estamos aqui, vivemos tão intensamente que a impressão que temos é a de viver um mês em uma semana. Já acompanhamos o nascimento natural de Inaê, plantamos centenas de árvores, aprendemos muito sobre crianças, sobre perdão, fazer pão!!! Aprende-se rápido, tranforma-se rápido, caímos e nos levantamos também rápido. E por que isso? Por que aqui vivemos na busca de um maior entendimento, autoconhecimento. E temos muito apoio para isso. Fazemos isso entre nós. Temos uma mestra, amigos companheiros e a natureza maravilhosa a nossa volta!!!


Gostaria que todas as pessoas pudessem passar uns dias por aqui e sentir essa LUZ que nos envolve. Fica aqui portanto um convite!

Grande abraço no coração!!!

"Seja a mudança que você quer ver no mundo" Gandhi

5 comentários:

Anônimo disse...

Olá João...
Entrei sem "querer "no blog de vocês.
Há muito tempo que não entro por achar que vocês não mais escreviam.
Aqui estou, apaixonada por este mundo melhor, hoje , ainda agora dizia a Sergio, que bom podermos vivenciar essa mudança no planeta.
Me dei conta hoje, ao invés de ter medo, sinto esperança numa mudan,ca para melhor, consciencia, mudanca de valores morais, está comecando...Eu acredito e fico feliz por todos nós....Adorei sejam bem vindos..beijo carinhoso ..titia, agora vó casquinha...

Jim Moriarty disse...

Joao, I run an organization that fights the expanded use of single use plastic bags. I posted your absolutely amazing photo on my blog and I'm pointing people to your work. http://oceanswavesbeaches.surfrider.org/why-bag-bans-matter

My question is can we, Surfrider Foundation, use this image for other uses (all non-commercial)?

Please email me at jim@surfrider.org

João disse...

João e Amélia,

ficamos imensamente felizes por vocês. É de admirar tal força interna e paixão mútua na realização e busca de sonhos. Apesar da distância física nosso pensamento estará sempre com vocês, torcendo por suas conquistas e enviando energia com muita fé e amor.

Parabéns por tudo!!!

beijos e abraços,
João e Anisha

João disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Olá, boa tarde, Gostaria de saber sobre a atualização dessa postagem. Ainda moram em Piracanga? Obrigada